27 de janeiro de 2015

642 coisas sobre as quais escrever: #292 Triângulo das Bermudas

"Diário de viagem,
creio que estejamos no 42º dia, embora tenha perdido a noção da passagem do tempo há muito. Quando zarpei da costa catarinense, eufórica por finalmente todos meus anos de trabalho terem sido recompensados e eu finalmente estar conseguindo realizar um dos maiores sonhos da minha vida, nunca imaginei o rumo que essa viagem tomaria. 
Me lembro de um dia na faculdade, quando um dos meus amigos tinha dito que seu sonho era construir um barco para viajar o mundo. Será que ele estaria orgulhoso ao me ver, tão imponente com o vento do mar no rosto? 
A tempestade nos pegou no 36º dia. O mar do caribe parecia surreal, e aquelas nuvens eram ainda mais. Não tenho ideia de como foi possível nos arrastar por tantos quilômetros, porque tenho a impressão de que estamos completamente longe de tudo. 
Na verdade não sinto que continuo no mesmo planeta, ou na mesma época em que estava antes. Tudo aqui é envolto em brumas, o ar é inebriante, é tudo bonito e aterrorizante. O sol que brilha velado não parece ser o mesmo que nos aquecia no inverno e nos irritava no verão. Não chove, não há estrelas, apenas um brilho fantasmagórico que difere um pouco apenas do tom dourado do que eu acredito ser o dia. 
Estamos sozinhos, apesar de sentirmos sempre presenças estranhas, principalmente durante nossas horas de sono, que acabaram por se tonar longas demais. Sei que há animais na água, vejo criaturas bioluminescentes, minúsculas. Também sinto a água ser perturbada por seres enormes e calmos, que parecem ter saído de um catálogo de animais há muito extintos. 
Sinto que aqui eu serei para sempre jovem, meu corpo não envelhecerá, meus sentimentos não morrerão. Mas tenho a noção de que nossa água e comida são finitos, a morte acabará por vir, de forma dolorosa e assustadora, a não ser que estejamos sendo alimentados de alguma forma estranha, apenas com energia, já que não temos sentido muitas necessidades comuns, como fome e sede. 
Talvez já estejamos mortos, ao menos para o mundo lá fora, se é que há algo lá fora. Às vezes tenho a impressão de ver vultos de barcos e navios, alguns antigos, outros modernos, alguns de formas que eu nunca imaginei serem possíveis. Eles passam no horizonte, fantasmagóricos, tristes, tanto que tenho a impressão de que logo começarão a tocar uma música fúnebre, ou alguém soltará um triste grito de angústia. 
Mas tudo aqui é silêncio. Um viciante, belo e enlouquecedor silêncio."

Gente, eu achei que ia conseguir fazer esse projeto toda semana. Como sou ingênua. Mas de qualquer forma aqui estamos com mais um "642 coisas". Eu simplesmente amei esse tema (tudo a ver comigo), que pedia pra escrever sobre uma viagem inesperada ao Triângulo das Bermudas, e foi muito gostoso escrever. Fluiu bem melhor do que o primeiro texto, mas ficou meio mórbido, né? 
Mesmo assim amei. 
Tomara que o próximo também seja tão animador. <3 

15 de janeiro de 2015

Skelita Calaveras

Olá! Eu tava gravando um vídeo-resenha pra colocar aqui mas aí minha mãe me ligou no meio, eu perdi completamente o fio da meada e desisti ニコニコ. Mas aí lembrei que eu tinha aproveitado os últimos momentos da nossa árvore de natal pra fotografar um pouco a minha Skelita. Já tinha ela fazia um tempo, mas nunca tinha pensado num bom jeito de fotografá-la, e acabei gostando dessas fotos.
Então sim, mais um post fotográfico com Monster High! hahhahaha e se achar ruim semana que vem faço dois.
Espero que gostem <3

Skelita Calaveras Skelita Calaveras Skelita CalaverasSkelita Calaveras Skelita Calaveras Skelita Calaveras Skelita Calaveras Skelita Calaveras Skelita Calaveras

Como eu fiz essas fotos dentro de casa, a luz não ficou como eu queria que ficasse, mas no fim acho que a iluminação combinou demais com a boneca. 
E só percebi agora que na última foto parece que ela ta usando um laço dourado na cabeça! Hihihi 
Até a próxima gente (^ε^)♪

12 de janeiro de 2015

2015 chegou e eu nem vi! (pô, de novo!?)

new year's eve 

Eita lelê que esse fim/começo de ano foi intenso! Enchi a cara no ano novo, aproveitei muito minha família, fui mimada de todos os lados e muito feliz <3.
O recesso acabou, voltei pro estágio e pra casa, e acabei ficando num limbo criativo no que diz respeito ao blog. Não que eu esteja querendo abandoná-lo, na verdade tenho ótimos planos pra 2015!
2014 foi um ano intenso, conquistei muitas coisas importantes, minha moto, viajar pra rever a Carol e conhecer Aracaju, meu estágio e uma fase melhor no blog. O segundo semestre foi difícil, mas me ajudou a tomar novas decisões que farão toda diferença no meu futuro.
Estou animadíssima pro ano novo, não vou ficar fazendo promessas, mas vou traçar objetivos e segui-los com afinco, pra ter muita coisa legal pra listar lá em dezembro.
Quero agradecer a todo mundo que visita, lê, comenta e gosta desse cantinho tão especial pra mim. Que esse ano seja um belo BOOM criativo.
Esse post vai ser simples, só pra abrir a porteira pra 2015 entrar (atrasado). Aguardem e confiem que logo logo trarei mil coisas legais pra vocês.
Beijãaaaaaaao キスマーク打ち上げ花火
 
Flying Saucer